O que é melhor: Ser freelancer generalista ou especialista?

Ser freelancer generalista ou especialista é uma dúvida comum no início dessa jornada. Mas qual o melhor caminho? Eu te dou algumas dicas pra te ajudar nessa escolha.

Se você é um freelancer, certamente já deve ter se deparado com essa dúvida. Será que é melhor ser mais generalista e manter o leque de opções aberto para diferentes tipos de trabalho ou é melhor se especializar em algo específico?

Vamos te ajudar a resolver esta dúvida, mas antes, o que significa ser generalista ou especialista?

O que é um freelancer generalista?

Um generalista, como o próprio nome sugere, é aquele que executa diversos trabalhos, sem se definir como especialista em apenas uma coisa. Na área de design, por exemplo, o freelancer generalista pode pegar um job para a criação de um logotipo, um outdoor, um banner de internet ou o layout de um site. São várias áreas diferentes e trabalhos que exigem níveis de habilidade e, em alguns casos, ferramentas diferentes.

O que é um freelancer especialista?

Ao contrário do generalista, o especialista, como diz o nome, é focado em apenas uma área. Usando o mesmo exemplo de um designer, nesse caso um especialista poderia ser focado apenas em criar artes gráficas para redes sociais. Ou um especialista apenas na criação de logotipos e identidades visuais de marcas. Um especialista é focado em apenas um tipo de trabalho e, portanto, se mostra muito mais experiente e qualificado na área de sua escolha.

Qual o melhor caminho a seguir? Ser freelancer generalista ou especialista?

Afinal, qual o melhor caminho a seguir? A resposta é simples: não sei! Tudo depende de você. O que posso fazer é te mostrar as vantagens e desvantagens de um e outro, mas é você que precisa definir qual o melhor para o seu negócio.

Primeiramente, você precisa analisar se realmente é especialista em algo. Se você não tem muita experiência, nem estudo em determinada área, não adianta se posicionar como um, pois, no fim das contas, vai acabar dando um tiro no próprio pé.

Para se tornar especialista em algo você precisa, primeiro, muita vontade e amor pela área que você deseja focar e, então, uma boa dose de estudo, conhecimento técnico e teórico, aliados a experiência.

Pra ser generalista você precisa ter uma mente aberta e estar sempre ligado nas novidades de todas as áreas relacionadas ao trabalho que você desempenha. Se é um freelancer generalista em marketing digital, por exemplo, tem que estar sempre ligado nas novas redes sociais que surgem, novas formas de anúncios online, técnicas de engajamento etc.

A vantagem de ser um freelancer generalista é que você pode pegar vários tipos de trabalhos para os mais variados clientes. E a desvantagem é que você pode acabar pegando jobs que você não gosta, além de ter que ter preços mais baixos, pois a competitividade é maior. Você provavelmente vai ter muito mais oportunidades, mas talvez com valores menores do que os cobrados por um especialista.

E um especialista, além da vantagem de poder cobrar mais por determinado trabalho, já que ele (em tese) é um dos melhores para aquele tipo de serviço, também cria uma certa autoridade e prestígio no trabalho que executa. Se você é um especialista em Marketing Sensorial, por exemplo, pode depois investir na criação de ebooks, livros e palestras, mostrando ainda mais sua experiência nessa área.

A desvantagem de um especialista é que o mercado dele é mais restrito, sendo necessário uma comunicação bem assertiva para atingir diretamente o público que deseja.

Agora, qual desses dois caminhos é o melhor para o seu negócio, aí é uma análise que você deve fazer com bastante calma. Sugiro ainda que ouça esse podcast do Aparelho Elétrico, onde eles comentam esta questão e dão mais informações e opiniões sobre o assunto.

E se quiser saber mais sobre esse e outros assuntos e ainda conversar mais comigo, é só se inscrever no meu Clube Vip. É de graça. Se inscreve e depois me conta qual caminho você decidiu seguir.

Pin It on Pinterest

Share This