3 dicas de como ser freelancer na prática.

3 dicas de como ser freelancer na prática.

O que é preciso para iniciar a carreira de freelancer e ser bem sucedido? Eu vou te contar três dicas essenciais (e uma dica bônus) que vão facilitar sua vida.

Pra muita gente, ser freelancer é o trabalho dos sonhos. Poder trabalhar de casa, ou na praia, viajando, podendo acordar mais tarde, fazendo tudo mais tranquilo e sem estresse.

Bom seria se fosse assim como todos imaginam! Ser freelancer é muito mais complicado e vai exigir muito mais trabalho do que você imagina. Se pensa que ser freelancer é ficar de boa, trabalhando na praia, melhor repensar seus conceitos e se preparar. A vida de freela requer muito esforço, principalmente no começo.

Mas, se você quer aprender como ser freelancer de sucesso, com uma vida estável e qualidade de vida, tenho algumas dicas essenciais para o seu início de carreira, que me ajudaram bastante e, com certeza, também vão te ajudar.

1 – Não jogue tudo pro alto

Antes de se arriscar na carreira de freelancer, você precisa saber se é esse mesmo o caminho certo pra você. Neste artigo aqui, eu expliquei um pouco disso. Falo sobre como saber qual tipo de freelancer você é. Explico um pouco sobre como encontrar esse caminho. Leia.

Se você está começando, mas ainda tem um emprego, não pense em largar tudo logo de cara. Vá planejando a sua carreira enquanto ainda trabalha e tem uma renda fixa. Vá organizando tudo nas horas vagas e deixando o seu negócio tomar forma. Assim, a hora que você decidir largar tudo, já terá um modelo de negócio pronto, clientes e, quiçá, uma boa renda para não passar sufoco.

2 – Organização é essencial!

Agora que você não terá um patrão ou outros superiores para dizer o que você tem que fazer, como, quando e tudo mais, vai precisar ter muita disciplina e organização. Você vai precisar manter sua agenda sempre em ordem e ter muita força de vontade pra manter rotinas regradas. Se não, você corre o risco de ficar relapso e um procrastinador profissional.

E não há como ser freelancer sem técnicas e materiais que te ajudem nesta sua organização. Sugiro que você leia este outro artigo onde falo sobre o “Freelancer Doc Box”. São vários materiais essenciais pra quem está começando na carreira como: planilha de fluxo de caixa, cálculo do valor da hora de trabalho, modelo de estrutura de pastas, modelo de contrato de prestação de serviços e proposta comercial, planilha de pauta semanal, follow up e de cadastro de clientes e fornecedores. Se você quer ser um freelancer de sucesso, precisa deste box. Seu trabalho vai ficar muito mais fácil, organizado e será possível conseguir mais clientes e faturamento.

3 – Saiba vender seu trabalho

O calcanhar de Aquiles da maioria dos freelancers é mostrar seu trabalho, vender o serviço e conseguir cobrar um bom valor. Mas hoje, com as redes sociais, é possível fazer tudo sem sair de casa e gastando pouco.

Pense no tipo de serviço que você faz e onde seu público está. Então, esteja lá também, interaja, mostre o que você faz. Crie um site, bote a cara nas redes sociais, fale com seus amigos e familiares e explique o que você faz. Quanto mais networking você fizer, maiores serão as chances de fechar um bom negócio.

Eu também já fiz um guia sobre vendas para freelancer, que você pode ler e colocar em prática imediatamente.

Dica Bônus

Leia e estude sempre! Simples assim! Um freelancer precisa estar antenado em tudo que está acontecendo, nas novidades, em novas formas de trabalhar. Por isso você precisa ler tudo que puder sobre a vida de freela, sobre a sua área de atuação e como gerenciar o seu negócio.

Pra te ajudar nisso, deixo como sugestão final, este texto do Henrique Pochmann, do Aparelho Elétrico, que explica muito bem todos os detalhes da vida de um freelancer. É praticamente um manual, com tudo que você precisa saber.

E outra dica essencial é se cadastrar no meu Clube Vip. Lá a gente pode conversar melhor pelo whatsapp, trocar ideias e você ainda recebe sempre meus textos, podcasts e mais novidades, tudo de forma rápida e prática.

3 dicas para aumentar seu faturamento como freelancer

3 dicas para aumentar seu faturamento como freelancer

Falou em renda extra todo mundo se interessa, não é mesmo? Por isso vou te contar 3 coisas que fiz que me ajudaram a aumentar a renda como freelancer e ter mais segurança financeira.

A vida adulta se resume praticamente a pagar boletos. Por isso todos nós, quando viramos gente grande, iniciamos uma busca por mais faturamento para que, assim, a gente possa pagar os boletinhos sem estresse e ainda tentar fazer sobrar um dinheiro pra curtir a vida.

E se você é freelancer, talvez esteja em busca de uma renda extra pra ter ainda mais segurança financeira e qualidade de vida. Você está no lugar certo. Vou te contar algumas dicas que uso na minha vida e que vão te ajudar a aumentar seu faturamento como freelancer.

Busque clientes/jobs fixos

Eu já tinha dado essa dica no meu artigo sobre vendas, mas nunca é demais relembrar.

Apesar do freelancer não ter um vínculo contínuo com uma empresa, é essencial que ele busque uma parceria para jobs fixos, que possam lhe dar uma quantia garantida todo mês. Se você é um designer, por exemplo, pode fechar contrato com uma empresa pra fazer as artes para redes sociais e marketing digital. Ela te paga um valor fixo mensal, você sabe que já tem algum trabalho garantido e pode se programar melhor, inclusive com seus gastos.

Se você conseguir fechar alguns clientes fixos, já tem uma certa segurança financeira, pois já sabe quanto receberá naquele mês, sem surpresas. Assim, à medida que seus clientes fixos forem aumentando, você pode optar por trabalhar com aqueles que são melhores ou contratar parceiros para ajudar a dar conta dos novos trabalhos.

Tenha um produto ou serviço para vender

Além de vender seu trabalho, você também pode tentar vender outros produtos e serviços. Uma excelente dica é trabalhar como afiliado de outras marcas para ter uma renda extra. Você pode, por exemplo, ser afiliado da Amazon e vender para a sua rede de contatos os produtos que eles comercializam na loja online. Você pode criar um site, vender através das suas redes sociais, email e das mais diversas formas que imaginar. A vantagem é que você está vendendo pra uma marca conhecida, não se preocupa com mais nada, a não ser divulgar o produto ou serviço. Depois você ganha uma porcentagem do valor vendido, como comissão.

Hoje existem vários programas de afiliados na internet onde você divulga os produtos de uma loja e ganha comissão pelas vendas. Afiliados.com, Rakuten, Amazon, Action Pay, Hotmart. Vale a pena pesquisar e conhecer um pouco mais sobre eles.

Pense também na hipótese de criar sua própria loja ou comércio online para vender seus produtos e serviços. Hoje é possível criar lojas pela internet de forma rápida e segura. E você pode vender tudo que imaginar, sem gastar muito, sem precisar alugar uma sala comercial, fazendo tudo da sua casa e usando as ferramentas que você encontra na internet.

Faça o dinheiro trabalhar para você

Você certamente já ouviu a frase: dinheiro chama dinheiro. E uma das formas mais certeiras de chamar dinheiro é fazendo investimentos e ganhando com a valorização e juros. Por isso, uma dica importante é investir em coisas que façam seu dinheiro render. Se tiver bastante dinheiro, pode investir em imóveis. Se não tiver tanto, pode começar fazendo investimentos em títulos públicos ou na bolsa de valores.

Tudo isso pode parecer complicado, mas, hoje em dia, com a internet, isso está muito mais fácil. Com aplicativos como Easynvest, Warren e vários outros, já é possível fazer investimentos, guardar dinheiro e lucrar muito mais do que apenas investindo em poupança. E tudo isso na palma da sua mão, fácil e rápido.

Quer mais uma dica? Conheça o canal da Nathalia Arcuri, o Me Poupe. Lá você vai ter outras incríveis dicas para guardar dinheiro e aprender a investir de forma segura e vantajosa, conseguindo uma boa renda extra e tendo a tão sonhada estabilidade financeira.

E se você quiser mais dicas, pode também se inscrever no meu Clube Vip e receber artigos especiais pelo whatsapp. Assim, além de compartilhar informação, você pode tirar suas dúvidas e eu posso te ajudar ainda mais.

CNPJ para Freelancer, vale a pena?

CNPJ para Freelancer, vale a pena?

Ainda está na dúvida se CNPJ pra freelancer vale mesmo a pena? Este texto vai te ajudar de maneira rápida e prática a clarear as ideias e entender se a formalização é o ideal pra você.

Você está realizando aquele velho sonho de ser freelancer, ter seu próprio negócio, fazer o que gosta e chegou num determinado ponto em que já está pensando se deve ou não adquirir um CNPJ.

Mas se está lendo isso aqui é porque provavelmente ainda não sabe se CNPJ para freelancer é realmente um bom negócio. Mas calma. Por isso estou aqui, agora. Pra tirar suas dúvidas da maneira mais simples e prática possível!

Responda as perguntas e saiba se agora é a hora de ter um CNPJ para Freelancer

Vou te fazer algumas perguntas simples. Ao final, dependendo das suas respostas, você vai saber se ter um CNPJ é o caminho para você ou não.

  1. Você tem interesse em se portar como um profissional especializado no que faz, apagando aquela ideia que alguns podem ter de você, de que faz apenas alguns bicos?
  2. Já deixou de atender clientes por não conseguir emitir notas fiscais?
  3. Tem vontade de conquistar clientes maiores e, consequentemente, ganhar mais?
  4. Tem interesse de firmar parcerias com outras empresas e ter acesso a facilidades que são concedidas apenas para quem possui CNPJ?
  5. Quer ter facilidade para abrir contas, receber descontos e contratar financiamentos bancários?

Se você respondeu sim para todas essas questões, então, parabéns: você deve se formalizar o quanto antes! Você tem todos os anseios de um empreendedor e precisa buscar um CNPJ para freelancer. Afinal, como você mesmo sabe, não ter essa formalização e não conseguir emitir notas fiscais acaba te impedindo de conquistar novos clientes.

Ok. Preciso de um CNPJ. Mas como faço?

Eu poderia dizer que “agora chegou a parte difícil”. Mas, não. Felizmente hoje temos uma grande facilidade em abrir uma empresa, principalmente para o pequeno empreendedor, aquele que está começando agora, o freelancer.

Comece sendo um MEI

O primeiro passo é você buscar ser um Microempreendedor Individual. O MEI tem CNPJ e todo status de empresa, porém não precisa passar por tanta burocracia, nem pagar tantos impostos, além de ser isento de diversas taxas. Além disso, é possível contratar até um funcionário e você também tem todos os benefícios do INSS, como licença saúde, salário maternidade e aposentadoria.

E quando eu falei que ser MEI era fácil, não era exagero. Você pode se cadastrar e fazer tudo pela internet, sem enrolação. Logo você já está cadastrado e com um CNPJ ativo. No Portal do Empreendedor você pode tirar todas as suas dúvidas e já abrir o processo para ter seu CNPJ para freelancer agora mesmo!

Depois é que vem a parte mais chatinha, que é ir até a prefeitura e solicitar acesso para emissão de nota fiscal. Mas nada muito complicado, e pode até ser mais simples, depende da cidade onde mora.

Dicas finais

Se você não quer se estressar muito com isso, contrate um contador ou busque mais informações com amigos ou na internet. Você vai ver que o processo é bem simples e vale muito a pena.

E falando em simplicidade, se você quer fazer tudo isso pela internet, sugiro que você conheça o ContSimples, que te permite ter um escritório de contabilidade totalmente online te ajudando em tudo o que precisar.

A minha outra dica é que você se cadastre no meu Clube Vip, assim poderá receber mais novidades e conversar comigo pelo Whatsapp, podendo tirar mais dúvidas e trocar uma ideia.

Agora é com você! E seja bem-vindo ao mundo dos freelancers formalizados!

Organização para Freelancer: 2 horas a mais para seu dia!

Organização para Freelancer: 2 horas a mais para seu dia!

Se você já teve aquela sensação de que o dia terminou e você não conseguiu fazer tudo o que precisava, esta é para você.

Henrique Pochmann, um freelancer brasileiro e amigo aqui do Ser Freelancer, criou um método eficaz de organização/gerenciamento da sua atividade de freelancer que rendeu a ele cerca de 2h a mais no seu dia.

Agora ele consegue dar conta de tudo e ainda sobra um tempo para tocar violão. 🙂

Não sei se você já conhece o Henrique, mas ele mantém o blog Aparelho Elétrico – Conteúdo para Freelancers e também já escreveu um eBook com o título O Incrível Manual do Freelancer Moderno.

É um cara bastante engajado em ajudar profissionais a desenvolverem suas carreiras trabalhando de forma independente.

Então… o Henrique percebeu que grande parte do tempo dele era condenado pela má organização, perdia um tempo precioso só localizando arquivos perdidos, contatos e outros dados importantes. Inúmeras vezes perdeu o prazo para pagamentos de contas e, pior ainda, esquecia também a data certa de cobrar o pagamento dos seus clientes. Sua gestão como freelancer, segundo ele mesmo diz, era um “caos total”.

Com o passar do tempo, Henrique – que já tem cerca de 12 anos de experiência – foi criando uma série de planilhas, modelos de documentos e outros itens que ajudam a manter o perfeito funcionamento do seu negócio de um jeito bem profissional.

Ele conta as vantagens: “Agora sinto que tenho controle total sobre o meu negócio e tenho autonomia para escolher onde colocar o tempo que economizo. Não sou mais escravo da minha bagunça”. O melhor de tudo é que ele disponibilizou todos os arquivos para download.

A ideia dele é fornecer mais organização de um jeito descomplicado e ainda contribuir para a redução de estresse de outros profissionais.

Todos os itens estão em um arquivo batizado de Freelancer Doc Box. Legal o nome né? Outra coisa legal é que todos os itens do Box vêm com um manual de utilização rápida. Não tem erro, é só baixar e sair usando. E se ficar ainda com alguma dúvida, ele garante que responde todos os e-mails.

Agora a cereja do bolo… Os leitores do Ser Freelancer têm condições especiais para a aquisição do box. Utilizando nosso cupom de desconto você leva o Freelancer Doc Box com um desconto de 10%. Fica bem mais barato que pedir uma pizza em casa. (:

Você só tem que inserir o cupom “SerFreelancer”. Para ativar o código, você deve clicar no botão verde lá no final da página e na janela do Hotmart clicar em “Possui um cupom de desconto?”. Muito fácil.

É um valor super acessível, ainda mais se você tem o sonho de viver como um freelancer profissional.

Lembrando que não é mensalidade, após o download os arquivos são seus, você pode usar eles pra sempre.

Espero que tenha gostado. Isso reforça o nosso compromisso em sempre levar até você conteúdo relevante e que contribua para o seu crescimento profissional.

QUERO TRABALHAR COMO UM FREELANCER PROFISSIONAL

P.S: não esqueça de usar o seu cupom.

Inté logo!

YellowCast #30: As mudanças no Facebook pra quem trabalha com conteúdo!

YellowCast #30: As mudanças no Facebook pra quem trabalha com conteúdo!

Como você já deve estar sabendo o querido Mark Zuckerberg mexeu os pauzinhos nos algorítimos do Facebook, segundo o enunciado do próprio Zuck, o objetivo é “conectar e aproximar o mundo”.

Ainda segundo a declaração, o motivo da mudança ocorreu pelas reclamações dos usuários que não conseguiam mais ver as publicações de seus amigos/familiares no feed de notícias, pelo tanto de anúncios que estavam ocorrendo de empresas que querem expor seus serviços e produtos.

Bem, a convite da @Thalita Lefèr batemos um super papo com direito a críticas, desabafos e muitas dicas para os amigos xoxos midias.

Dá o Play e vem ouvir como foi esse papo maneiro.

PARTICIPANTES:

Thalita Lefèr

Anfitriã e aMÃEreloca da nação

Bárbara Lasci

Xoxo Mídia de nossos Corações

Filipe Mota

Amigo do ET Bilu, designer, animador, e muito mais

 

Pin It on Pinterest